Fechar
Antecipe-se e garanta sua inscrição
com desconto até 30.08. CLIQUE AQUI
Antecipe-se e garanta sua inscrição com desconto até 30.08. CLIQUE AQUI
Antecipe-se e garanta sua inscrição com desconto até 30.08. CLIQUE AQUI

CIÊNCIA -
EVIDÊNCIAS -
INTERVENÇÕES -
FLORESCIMENTO

TUDO que faz parte do nosso UNIVERSO

11 A 14 NOV 2024

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

CAMPUS HIGIENÓPOLIS

SÃO PAULO • SP

Avenida Paulista à noite
Ponte Octávio Frias de Oliveira
Avenida Paulista
Parque Ibirapuera

EM NOVEMBRO NOS ENCONTRAREMOS E MUITO CONHECIMENTO DA PSICOLOGIA POSITIVA ESTARÁ EM FOCO!!!

O V Congresso Brasileiro de Psicologia Positiva retornará para São Paulo este ano!! Nos reencontraremos na Universidade Mackenzie entre os dias 11 e 14 de novembro.

Esperamos a todos para 4 dias intensos de muito aprendizado e compartilhamento de conhecimentos científicos com convidados do Brasil e de outros países, representantes da Psicologia Positiva de excelência.

Acompanhem a programação e todas as novidades aqui e nas nossas redes sociais.

Será um Congresso ainda maior e melhor para todos nós!

Claudia Hofheinz Giacomoni
Claudia Hofheinz Giacomoni
Presidente

Associação Brasileira de Psicologia Positiva ABP+

PROGRAMAÇÃO

Grade Científica

A grade científica estará distribuída em 3 prédios da Universidade Mackenzie que receberá o Congresso em sua estrutura completa e em um cenário futurista, como é possível de ser observado logo após o passar da portaria do Campus no bairro Higienópolis.

Dinâmicas

As dinâmicas já estabelecidas para cada padrão de atividade estarão detalhadas para os palestrantes para que tudo fique organizado e o conteúdo seja passado em total ordem e harmonia.

Intercâmbio Científico e Networking

Nestes 4 dias intensos de intercâmbio científico, também, será prestigiada a área da exposição comercial para networking e uma excelente convivência com as empresas que fazem parte do dia-a-dia e do avanço da psicologia positiva.

CONFERENCISTAS

Conferencistas Internacionais Confirmados:

Ana Paula Porto Noronha

Ana Paula Porto Noronha
(Universidade São Francisco)

Título: "Como educar para a paz e para o bem-comum"

VER MAIS

Andrea Ortega Bechara

Andrea Ortega Bechara
(Universidad del Sinú, Colombia)

Título: "Intervenção para a Promoção da Paz em Comunidades Vulneráveis"

Andrés Cabezas Corcione

Andrés Cabezas Corcione
(Universidad del Sinú, Colombia e Celappa, Chile)

Título: "Desafios para a América Latina Sustentável: Os ODS Alinhados para o Florescimento Humano Segundo a ONU"

Antonella Delle Fave

Antonella Delle Fave
(Università degli Studi di Milano, Itália)

Título: "Acknowledging interconnections"

VER MAIS

Elisa Kern de Castro

Título: "Stress, saúde e doenças: contribuições da Psicologia da Saúde e da Psicologia Positiva"

VER MAIS

Martin Camiré

Martin Camiré
(University of Ottawa, Canada)

Título: "Promoting the Positive Development of Youth: Key Interrogations and Future Directions"

VER MAIS

Narbal Silva

Título: "Gestão Saudável e Orientada por Evidências: o equilíbrio entre humanização, autoridade e efetividade nas organizações"

VER MAIS

TRABALHOS CIENTÍFICOS

Venha mostrar sua pesquisa no Congresso Brasileiro de Psicologia Positiva.

Além de apresentar para outros especialistas a sua pesquisa, você terá o resumo do seu trabalho publicado nos anais do evento.

Conheça as Normas e participe.

INSCRIÇÕES

Veja a vantagem de ser um sócio da ABP+ e garanta economia concedida, exclusivamente, para pagamentos dos valores da inscrição no Congresso em PIX.

Até 30.08:

PROFISSIONAL
Valor
Profissional Não Sócio
R$ 760
Profissional Sócio ABP+
R$ 590
Economia
R$ 170
Valor anuidade 2024 ABP+
R$ 125
ESTUDANTE
Valor
Estudantes de Graduação Não Sócios ABP+
R$ 330
Estudantes de Graduação Sócios ABP+
R$ 220
Economia
R$ 110
Valor anuidade 2024 ABP+
R$ 78

 

Até 15.10:

PROFISSIONAL
Valor
Profissional Não Sócio
R$ 860
Profissional Sócio ABP+
R$ 660
Economia
R$ 200
Valor anuidade 2024 ABP+
R$ 125
ESTUDANTE
Valor
Estudantes de Graduação Não Sócios ABP+
R$ 380
Estudantes de Graduação Sócios ABP+
R$ 250
Economia
R$ 130
Valor anuidade 2024 ABP+
R$ 78

 

Local

PROFISSIONAL
Valor
Profissional Não Sócio
R$ 990
Profissional Sócio ABP+
R$ 770
Economia
R$ 220
Valor anuidade 2024 ABP+
R$ 125
ESTUDANTE
Valor
Estudantes de Graduação Não Sócios ABP+
R$ 440
Estudantes de Graduação Sócios ABP+
R$ 290
Economia
R$ 150
Valor anuidade 2024 ABP+
R$ 78

 

Vantagens Associação:

Além de fortalecer a Psicologia Positiva no Brasil, você também:

Acesso a materiaisAcesso a materiais
Terá acesso a diversos materiais, como artigos e apresentações de congressos (conferências, cursos etc.);

Newsletter ABP+Newsletter ABP+
Receberá a Newsletter da ABP+, com notícias, divulgação de eventos e informações sobre Psicologia Positiva;

Descontos em eventosDescontos em eventos
Terá desconto em eventos promovidos pela Associação.

 

Categoria
Anuidade
Estudantes
R$ 78
Profissionais
R$ 125
Pessoa Jurídica
R$ 170

 

Para tornar-se um membro da ABP+, basta clicar no link abaixo e preencher o formulário:

ASSOCIE-SE AQUI

 

FECHAR

GARANTA SUA VAGA!

Escolha entre as opções de ingressos disponíveis.

Categoria
PIX*
LOTE 2
Profissionais Sócios ABP+
R$ 590
R$ 708
Profissionais Não Sócios ABP+
R$ 760
R$ 912
Estudantes de Pós Graduação Sócios ABP+**
R$ 390
R$ 468
Estudantes de Pós Graduação Não Sócios ABP+**
R$ 500
R$ 600
Estudantes de Graduação Sócios ABP+**
R$ 220
R$ 264
Estudantes de Graduação Não Sócios ABP+**
R$ 330
R$ 396
Estudantes de Graduação Mackenzie**
R$ 240
R$ 288
Estudantes de Pós Graduação Mackenzie**
R$ 400
R$ 480
Curso Pré Congresso
R$ 100
R$ 120

* Valor promocional - somente pagamento PIX.

Valores expressos em reais.

 

Confira as regras para inscrição:

 

CADASTRO

Preencha o formulário abaixo:
(Inválido)
(CPF Inválido ou preencha o campo Passaporte)
(Passaporte Obrigatório ou preencha o campo CPF)
(Inválido)
(Obrigatório)
(Selecione)
(Selecione)

Há campos com informação inválida.

Carregando

Erro.
O cadastro falhou.

Seu cadastro foi realizado.

 

CADASTRO REALIZADO

Segue informação para realizar
o pagamento da sua inscrição:

 

 

CURSOS

Instrumentos de Avaliação em Psicologia Positiva: Conceito e Aplicações

Ana Paula Porto Noronha

A Psicologia Positiva ainda é uma área recente de pesquisa e aplicação e que precisa de contínuos investimentos de pesquisas. No Brasil, especialmente nas últimas duas décadas, foi crescente o número de publicações científicas que apresentavam resultados de construção de instrumentos e de buscas de evidências de validade para as escalas, assegurando suas qualidades psicométricas. Assim, com vistas a instrumentalizar....

Psicologia Positiva e deficiências

Carolina Rosa Campos

A psicologia positiva aborda conceitos importantes acerca das potencialidades e dos recursos positivos das pessoas, sendo assim, compreender acerca de sua utilização em populações minorizadas faz parte do papel do psicólogo. As pessoas em grupos minorizados enfrentam situações relacionadas a falta de acesso a recursos e políticas públicas, vivenciando preconceito, discriminação, estereótipos negativos e barreiras que impactarão em sua saúde mental....

Avaliação e Intervenção em Psicologia Positiva nas Áreas da Saúde e da Educação

Caroline Reppold

O objetivo deste curso é apresentar técnicas e instrumentos que permitam avaliar e intervir nas áreas da Saúde e da Educação, utilizando os preceitos da Psicologia Positiva (PP). Especificamente, o curso irá detalhar instrumentos que demonstram ter evidências de validade, destinados à avaliação de construtos típicos da PP...

Intervenções para Promoção de Saúde Baseadas em Evidências

Clarissa Pinto Pizarro de Freitas

Desenvolver estratégias e ações focadas na promoção da saúde é fundamental para que as pessoas vivenciem estados de florescimento, maiores níveis de bem-estar, qualidade de vida, adotem hábitos saudáveis e busquem seu desenvolvimento pessoal. As intervenções para promoção de saúde baseadas em evidências são desenvolvidas por meio de estudos científicos robustos para desenvolver...

Felicidade em Perspectiva: Compreendendo Contextos e Conceitos

Douglas da Silveira Pereira

A felicidade é um assunto de interesse multidisciplinar, gerando cada vez mais pesquisas. Investigada por meio de diversos instrumentos, a felicidade revela uma complexidade desafiadora para ser dimensionada em um único instrumento. Nesse sentido, esse curso visa expandir a visão tradicional desse construto essencial para a vida em sociedade. O curso explora o estudo contemporâneo da felicidade, examinando as pesquisas e definições variadas que envolvem esse tema...

Psicologia da Saúde e Psicologia Positiva: A Abordagem do Trauma e o Crescimento Pós-Traumático

Elisa Kern de Castro

O objetivo do curso é traçar um panorama da abordagem positiva no campo da saúde e da doença, articulando a visão da Psicologia da Saúde e Psicologia Positiva, com foco na saúde positiva. Considerando a saúde como um conceito integral (biológico, psicológico, social), o curso discutirá a visão biomédica e biopsicossocial da saúde, com ênfase na prevenção e promoção da saúde a partir de uma visão positiva dos recursos psicológicos dos indivíduos...

Psicologia Positiva no Esporte e Exercício Físico

Evandro Morais Peixoto

A Psicologia do Esporte e do Exercício é uma ciência que estuda os fatores psicológicos associados à participação e desempenho no esporte, exercícios e outras práticas de atividade física. A integração entre a Psicologia do Esporte e a Psicologia Positiva encontra uma base robusta na teoria do Desenvolvimento Positivo de Jovens, que enfatiza o crescimento saudável e a realização do potencial de crianças e adolescentes envolvidos com o esporte...

Job Crafting & Matriz SOAR: Estratégias centrada nas forças e potências

Heide Castro

Neste curso de quatro horas, serão explorados casos reais da utilização da Matriz SOAR e do Job Crafting como metodologias combinadas para apreciar e potencializar o que existe de melhor individualmente, nas equipes e nas organizações. O SOAR concentra energia nas Fortalezas, Oportunidades, Aspirações e Resultados, com o objetivo de construir uma visão otimista e realista de futuro, baseada nos pontos fortes e no que gera impacto positivo....

Área temática: Psicologia Positiva Aplicada

Por que é importante avaliar resiliência na infância? Aspectos históricos, teóricos e avaliação da resiliência na infância

Karina Oliveira

A sociedade moderna tem se apresentado como um contexto desafiador em diferentes âmbitos das vidas dos indivíduos. Diante dos diferentes desafios experimentados, a resiliência tem sido uma habilidade valorizada e requerida. A resiliência é um construto psicológico que é definido como a capacidade de um sistema em adaptar-se positivamente diante de ameaças ao desenvolvimento, funcionamento e a sobrevivência deste sistema...

Palavras-chave: resiliência; avaliação psicológica, infância

Área temática: forças pessoais

Uma Intervenção em Orientação de Carreira para Mães

Larissa Farina

O avanço das mulheres e mães no mercado de trabalho vem acompanhado de desafios que impactam em seu bem-estar e na interação entre os diferentes papéis ocupados por essas profissionais. Quando dois ou mais papéis possuem elevada relevância, o desempenho simultâneo desses papéis pode gerar tensão e sobrecarga física ou emocional...

Palavras-chave: intervenção, carreira, maternidade, bem-estar

Projetos de Vida: Implicações e Aplicações para o Contexto Escolar

Letícia Lovato Dellazzana-Zanon

Define-se projeto de vida como uma força psicológica, caracterizada por ser uma intenção estável de alcançar algo que seja significativa para o eu e que gere um compromisso para algum aspecto além do eu. Evidências indicam que pessoas comprometidas com a construção de seu projeto de vida tentem a ter um desenvolvimento mais saudável ao longo da vida...

Palavras-chave: projeto de vida, educação básica, psicologia do desenvolvimento.

Área temática: Psicologia Positiva Aplicada

Nutrindo Vínculos Saudáveis: Um Guia Sobre Parentalidade Positiva

Miriam Rodrigues

Não há receitas prontas para a criação dos filhos, porém graças a diversas pesquisas, já se sabe muito sobre os “ingredientes básicos” para o desenvolvimento de uma relação familiar saudável. Uma das grandes preocupações e anseios dos pais é saber lidar de modo adequado com os comportamentos de seus filhos, inclusive a dúvida sobre posturas de como agir na criação deles ocupam grande parte do tempo das consultas pediátricas e reuniões escolares desde a educação infantil, até o ensino médio...

PERMA em Ação: Uma Jornada sobre Modelos e Achados Sobre Bem-Estar

Sibele Dias de Aquino

A vida contemporânea desafia a sociedade sobre a relevância da felicidade. O PERMA-Profiler, desenvolvido por Martin Seligman, é um modelo que define o bem-estar em cinco dimensões: Emoções Positivas, Engajamento, Relacionamentos, Significado e Realização; e é amplamente reconhecido por sua aplicabilidade...

Palavras-chave: PERMA; Intensidade Afetiva; Bem-estar Subjetivo; Afetos; Escalas

Área temática: Bem-Estar, Felicidade e Seus Correlatos / Psicologia Positiva Aplicada

Identificação das Altas Habilidades / Superdotação: Instrumentos e Procedimentos

Tatiana Nakano

A alta habilidade/superdotação (AH/SD) se caracteriza pela presença de um potencial elevado em qualquer área do desenvolvimento, sendo incluída na chamada educação especial. É uma temática que vem ganhando destaque em diversas áreas, incluindo a psicologia, dada a importância da investigação de diferentes construtos psicológicos abarcados no fenômeno...

Psicologia Positiva e o Estudo da Espiritualidade

Valeschka Guerra

O estudo da espiritualidade vem despertando cada vez mais o interesse na área da saúde. Tanto que no âmbito da Organização Mundial de Saúde (OMS), esse aspecto da natureza humana foi incluído ao conceito multidimensional de saúde, propondo uma integração biopsicossocial e espiritual do ser humano. A espiritualidade como uma busca pessoal de compreensão relacionada a questões existenciais maiores e suas relações com o sagrado e/ou transcendente tem sido associado de forma consistente na literatura a bem-estar e qualidade de vida...

Visitando os Clássicos (que não saem de moda) da Ciência Psicológica do Amor

Vicente Cassepp-Borges

O amor é essencialmente uma característica positiva dos seres humanos. Embora com crescente número de pesquisas, o amor ainda é pouco estudado na psicologia brasileira, mas tem sido objeto de diversas teorias e instrumentos de avaliação internacionalmente. Este minicurso tem como objetivo apresentar de maneira introdutória as principais teorias sobre o amor e construtos relacionados, como apego e estilos de amar. O curso iniciará com a visão de alguns autores consagrados sobre o amor, como Platão, Freud, Skinner e Maslow...

LOCAL DO EVENTO

São Paulo

São Paulo é o principal destino de eventos do Brasil. A cidade é especialista em todos os tipos de eventos, mas é na área da saúde que tem o seu maior prestígio. Devido ao grande número de universidades, hospitais e centros de saúde, o destino São Paulo se destaca e as maiores delegações se reúnem por aqui, pois além do volume da comunidade local, as cidades grandes do entorno contribuem com boa parte dos participantes e aqueles que viajam, têm a facilidade do acesso aos voos diretos e podem contar com 3 aeroportos internacionais.

A ampla hotelaria e as opções de hospedagem por aplicativo em excelentes estúdios distribuídos nos principais bairros da capital paulista, permitem que os participantes escolham o melhor meio de hospedagem e a acomodação adequada aos diversos orçamentos.

A cidade oferta uma grande variedade de opções de turismo, cultura, gastronomia, atividades sociais e de compras. Então, você pode optar em vir antes ou voltar depois do Congresso e aproveitar um pouco do amplo universo paulista.

São Paulo é tudo de bom e é neste lugar muito especial que vamos te receber. Seja bem-vindo!

São Paulo

Centro de Eventos Universidade Mackenzie (Campus Higienópolis)

Centro de Eventos Universidade Mackenzie (Campus Higienópolis)

Quando você chega no Campus da Universidade, logo vem a boa sensação do contato com a modernidade e com a organização em tudo que os olhos alcançam. Depois do portão, entramos em outro hemisfério.

A universidade Mackenzie tem mais de 148 anos de inovação e tradição no ensino.

A distribuição perfeita dos espaços escolhidos para o Congresso, favorece o fluxo e entramos em uma estrutura que se mistura a um estilo e clima das universidades.

A localização é altamente privilegiada e fica na grande quadra entre a Rua Maria Antônia, Consolação, Piauí e Itambé. A estão do metrô linha amarela, leva o nome Higienópolis Mackenkzie e fica quase na entrada do Campus.

Os hotéis próximos são ótimos, Avenida Paulista, Shopping Frei Caneca ficam a poucos minutos a pé.

Consideramos tudo isso para bem receber cada um de nossos congressistas.

Rua da Consolação, 930 - Consolação, São Paulo - SP

Como chegar:

Google Maps     Waze

TRAGA SUA MARCA PARA O CONGRESSO

SUBMISSÃO DE TRABALHOS

1. Prazos

2. Tipos de apresentações

3. Normas

4. Tutorial

5. Áreas temáticas

6. Dúvidas

 



1. PRAZOS:

PLATAFORMA DE SUBMISSÃO - O sistema estará no link disponível na página website do Congresso de 02 de maio às 12h até 15 de agosto de 2024.

Prazo para submissão de trabalhos: 15/08/24 - 23h59
Divulgação dos trabalhos aprovados: 30/08/24
Prazo pagamento da inscrição trabalhos aprovados: 11/09/24

Voltar

 



2. TIPOS DE APRESENTAÇÕES

- Apresentação oral - apresentação individual, em 10 minutos, de resultados de pesquisa em Psicologia Positiva.

- Pôster - apresentação de resultados de pesquisa ou práticas profissionais em Psicologia Positiva exposto em pôster de 90 cm de largura x 100 cm de altura.

- Mesa Redonda - apresentações sobre um mesmo tema de Psicologia Positiva por um grupo de três ou quatro pessoas, sendo uma delas a proponente da mesa. Os participantes apresentam trabalhos que, em conjunto, permitem uma discussão aprofundada sobre um tema de Psicologia Positiva (não necessariamente trabalhos que contenham resultados de pesquisas realizadas por eles). O(a) proponente será o(a) coordenador(a) da mesa. O(A) proponente deve ter, pelo menos, o título de Mestre(a). A mesa deve ser composta por membros de, pelo menos, duas instituições diferentes. O tempo total para a mesa será de duas horas (2h). O coordenador da mesa deverá organizar o tempo das apresentações a fim de permitir 30 minutos para interação com a plateia.

- Simpósio - apresentações de resultados de pesquisas de Psicologia Positiva sobre um mesmo tema por um grupo de três ou quatro pessoas, sendo uma delas a proponente do Simpósio. Os participantes apresentam resultados de pesquisas recentes conduzidas por eles, que sejam complementares e referentes a um mesmo tema. O(A) proponente será o(a) coordenador(a) do simpósio, ele(a) e os demais membros devem ter o título de Doutor(a) e devem ser provenientes de, pelo menos, duas instituições diferentes. O tempo total para o Simpósio será de duas horas (2h). O coordenador do Simpósio deverá organizar o tempo das apresentações a fim de permitir 30 minutos para interação com a plateia.

Voltar

 



3. NORMAS PARA SUBMISSÃO DE PROPOSTAS

- São permitidas até três submissões por participante. Aquele que submete é chamado proponente da proposta de apresentação. Não há limite para colaborações/coautoria em submissões de outros proponentes.

- Para realizar as submissões o participante deve estar inscrito no evento (não necessariamente ainda ter efetuado o pagamento). Possíveis coautores de trabalhos submetidos não necessitam efetuar a inscrição no evento, apenas o proponente precisa estar inscrito para apresentar no congresso.

- As submissões devem ser efetuadas via sistema, na área restrita do inscrito.

- Cada submissão deve conter: Título (de até 15 palavras); Resumo (de 250 a 300 palavras), Palavras-chave (de três a cinco) , indicação da área temática (ver seção de áreas temáticas do congresso).

- Os resumos devem ser escritos em um único parágrafo, terem entre 250 e 300 palavras, não devem conter referências e devem seguir a seguinte estrutura: introdução, objetivo, método, resultados, conclusões.

- As Mesas redondas e os Simpósios, além dos resumos dos trabalhos a serem apresentados (três ou quatro), devem conter um resumo geral, de 250 a 300 palavras, a ser submetido pelo proponente, apresentando a Mesa/Simpósio. Esse resumo deve ressaltar a relevância da Mesa/Simpósio, os objetivos dos trabalhos que serão apresentados e as conclusões.

- Quando o proponente da Mesa/Simpósio também for apresentador na Mesa/Simpósio, ele(a) deve atentar-se que precisará submeter dois resumos: um resumo geral da Mesa/Simpósio e outro da sua apresentação.

Importante:

Não é obrigatório realizar o pagamento da inscrição para submeter o trabalho.

Se o trabalho for aceito e o proponente queira que ele esteja na programação e nos anais do congresso, ele deve realizar a inscrição até o dia 11/09/2024.

Confiram o trabalho e as informações solicitadas antes do envio final a fim de evitar erros, não serão aceitos ajustes após o término do prazo para submissão. Por exemplo, confira a titulação exigida dos proponentes e apresentadores para a proposta selecionada (por exemplo, nos Simpósios todos os proponentes devem ser doutores)

Voltar

 



4. TUTORIAL:

As propostas devem ser inseridas no formulário on-line acessado por meio da sua área restrita. Após a inscrição no evento, o sistema abrirá a opção para submissão dos trabalhos. Preencha os campos solicitados como tipo de apresentação, título, área temática e autores. Em seguida, insira o documento (em PDF) com a sua proposta.

1. Prepare a sua proposta e salve em um arquivo em PDF. Atente-se ao limite de palavras e condições para as propostas em grupos (simpósios e mesas redondas).

2. Acesse o sistema de temas livres do ABP+ 2024 com seu login e senha.

3. Inclua as informações do(s) trabalho(s) nos campos indicados.

4. Clique em “Salvar rascunho” para inserir o resumo no sistema e ainda realizar alterações até o prazo final de submissões, ou clique em “Submeter” para enviar o trabalho para o congresso. Atenção! Lembre-se de clicar em “Submeter” quando quiser enviar o trabalho para o congresso.

5. Após clicar em “Submeter” a submissão do resumo estará concluída e não será possível realizar alterações no trabalho.

6. Caso necessário realizar modificações no resumo, dentro do prazo, o autor deverá solicitar a exclusão do trabalho via e-mail nathaliagontijo@abev.com.br e realizar uma nova submissão.


Importante:

O conteúdo de cada uma das suas propostas deve estar em um documento que será anexado no sistema de submissão.

Os proponentes de Simpósios e Mesas Redondas devem anexar, em um único arquivo referente à proposta, o Resumo da proposta e os Resumos dos trabalhos que a compõe (incluindo seus títulos e autores).

Voltar

 



5. ÁREAS TEMÁTICAS

Bem-Estar, Felicidade e Seus Correlatos: Estudos que exploram as definições, medidas e fatores que estão relacionados ou contribuem para o bem-estar.

Criatividade e Inovação: Estudos que exploram a relação entre a Psicologia Positiva e os processos de criatividade e inovação, tanto em indivíduos quanto em organizações.

Engajamento e Flow: Estudos focados em compreender e medir o estado de flow e o engajamento e como essas experiências contribuem para a saúde e bem-estar.

Forças Pessoais: Estudos que exploram as definições, medidas e fatores concernentes às forças pessoais e outras diferenças individuais que contribuem para uma vida plena e saudável.

Intervenções em Psicologia Positiva: Estudos sobre intervenções desenhadas para promover aspectos positivos do funcionamento humano, como programas de gratidão, intervenções de força pessoal, entre outros.

Mindfulness e Atenção Plena: Estudos sobre a prática da atenção plena e suas relações com a saúde e bem-estar.

Psicologia Positiva Aplicada: Estudos sobre a aplicação da Psicologia Positiva para a melhoraria de contextos específicos, como clínica, educação, organizações, saúde, esportes.

Relacionamentos Positivos: Estudos sobre relacionamentos interpessoais e suas contribuições para a saúde e bem-estar, incluindo amizades, amor e família.

Psicologia Positiva, Inclusão e Justiça Social: Estudos que abordem temáticas relacionadas a acessibilidade e populações específicas e/ou minorizadas, enfatizando a promoção de direitos humanos e justiça social.

Sustentabilidade e Bem-Estar Ambiental: Estudos que abordam a intersecção entre Psicologia Positiva, sustentabilidade e a promoção de comportamentos que apoiam a saúde do planeta e o bem-estar humano.

Tecnologias Positivas: Estudos sobre como as tecnologias digitais podem ser usadas para promover o bem-estar, incluindo aplicativos de saúde mental, plataformas de mindfulness e jogos sérios.

Voltar

 



6. DÚVIDAS

Dúvidas, entre em contato com a Secretaria Executiva, através dos contatos abaixo:

ABEV Inteligência e Personalização de Eventos

E-mail: temaslivres@abev.com.br
WhatsApp: (51) 99408-1367

Voltar

 

PRINCIPAIS TEMAS

DIRETORIA 2024/2026

Claudia Hofheinz Giacomoni (UFRGS)

Claudia Hofheinz Giacomoni (UFRGS)

Presidente

Tatiana de Cassia Nakano (PUC CAMPINAS)

Tatiana de Cassia Nakano (PUC CAMPINAS)

Vice-presidente

Valeschka Martins Guerra (UFES)

Valeschka Martins Guerra (UFES)

Primeira Secretária

Evandro Morais Peixoto

Evandro Morais Peixoto (USF)

Segundo Secretário

Doralúcia Gil da Silva (Hospital Escola UFPEL)

Doralúcia Gil da Silva (Hospital Escola UFPEL)

Primeira Tesoureira

Jean Carlos Natividade (PUCRJ)

Jean Carlos Natividade (PUCRJ)

Segundo Tesoureiro

São membros do Conselho deliberativo:

Caroline Tozzi Reppold (UFCSPA)
Daniela Zanini (PUCGOIAS)
Conforme o estatuto da ABP+, a presidente e o primeiro secretário também integram o Conselho Deliberativo.

São membros do Conselho fiscal:

Larissa Sanford Ayres Farina (UFRGS)
Karina da Silva Oliveira (USF) Douglas da Silveira Pereira (USP)

COMISSÃO ORGANIZADORA

Claudia Hofheinz Giacomoni

Claudia Hofheinz Giacomoni

Presidente

Caroline Tozzi Reppold

Caroline Tozzi Reppold

Daniela Sacramento Zanini

Daniela Sacramento Zanini

Doralúcia Gil da Silva

Doralucia Gil da Silva

Douglas da Silveira Pereira

Douglas da Silveira Pereira

Evandro Morais Peixoto

Evandro Morais Peixoto

Jean Carlos Natividade (PUCRJ)

Jean Carlos Natividade

Larissa Sanford Ayres Farina

Karina da Silva Oliveira

Larissa Sanford Ayres Farina

Larissa Sanford Ayres Farina

Miriam Rodrigues

Miriam Rodrigues

Natalia Becker

Natalia Becker

Tatiana de Cassia Nakano Primi

Tatiana de Cassia Nakano Primi

Valeschka Martins Guerra (UFES)

Valeschka Martins Guerra

COMISSÃO CIENTÍFICA

Jean Carlos Natividade (PUCRJ)

Jean Carlos Natividade

Presidente da Comissão Científica

Amanda Londero dos Santos

Amanda Londero dos Santos

Ana Paula Porto Noronha

Ana Paula Porto Noronha

Caroline Tozzi Reppold

Caroline Tozzi Reppold

Doralúcia Gil da Silva

Doralucia Gil da Silva

Douglas da Silveira Pereira

Douglas da Silveira Pereira

Evandro Morais Peixoto

Evandro Morais Peixoto

Karina da Silva Oliveira

Karina da Silva Oliveira

Carolina Rosa Campos

Carolina Rosa Campos

Cristian Zanon

Claudio Simon Hutz

Promoção em Grupos - 5º Congresso Brasileiro de Psicologia Positiva

Estudantes de graduação sócios ABP+ que se inscreverem em grupo de 10 pessoas ou mais, valor especial de R$ 175,00 até 30/08/2024.

Estudantes de graduação não sócios ABP+ que se inscreverem em grupo de 10 pessoas ou mais, valor especial de R$ 285,00 até 30/08/2024.

Estudantes de graduação Mackenzie que se inscreverem em grupo de 10 pessoas ou mais, valor especial de R$ 190,00 até 30/08/2024.

Para organização dos grupos, entrar em contato com o setor de inscrições.

Maura Andreia Rocha
inscricoes@abev.com.br
WhatsApp 51 98910-4873

REGRAS PARA INSCRIÇÕES

A inscrição concede direito à participação nas atividades do Congresso presencial e certificado.

Valores expressos em reais.
Os valores dos demais lotes serão informados à medida que forem liberados.
Lote 1 (30.06.24); Lote 2 (30.08.24); Lote 3 (15.10.24); Lote 4 (até local).

ORIENTAÇÕES:
IMPORTANTE: Dúvidas de inscrições e pagamento, favor enviar por e-mail para inscricoes@abev.com.br.

 

CREDENCIAMENTO

A secretaria de atendimento aos inscritos estará aberta desde às 7 horas do dia 11 de novembro e o seu atendimento pode ser feito com ajuda da equipe de recepção ou, diretamente, no totem de autoatendimento.

 

COMPROVAÇÃO DE CATEGORIAS

Os documentos comprobatórios das categorias abaixo deverão ser enviados para o e-mail inscricoes@abev.com.br, no momento do credenciamento.

(1) Profissionais Sócios ABP+ quites com suas contribuições.

(2) Estudante de Pós Graduação ABP+ - cópia da carteira da instituição de ensino com data de validade, comprovante de matrícula atualizado ou declaração, em papel timbrado da instituição de ensino, informando o período que está sendo cursado.

Estudantes de Graduação ABP+ - cópia da carteira da instituição de ensino com data de validade, comprovante de matrícula atualizado ou declaração, em papel timbrado da instituição de ensino, informando o período que está sendo cursado.

Na falta desses documentos, será cobrada a diferença do valor pela categoria Profissionais Não Sócios ABP+, referente ao valor de inscrição do local, conforme a tabela de valores.

Observações:
Não serão aceitas inscrições enviadas por e-mail - utilizar somente o sistema de inscrições.
As inscrições serão aceitas em uma única categoria.

 

RECIBO

O recibo do pagamento será emitido, automaticamente, pelo sistema de inscrições do Evento e somente em nome do congressista, não havendo possibilidade de emissão de nota fiscal.

 

CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO

Guarde seu comprovante de pagamento em boleto, pois este servirá para confirmar sua inscrição on-line. A Confirmação de sua inscrição será efetuada em até 15 dias após o pagamento.

 

REEMBOLSO

Caso haja desistência da inscrição no Congresso, o congressista poderá solicitar o cancelamento dela ao setor de pré-inscrições, por e-mail, e será reembolsado(a)

Solicitações até o dia 11/10/2024 terão reembolso de 50% da quantia efetivamente paga. Após esta data não serão aceitos pedidos de reembolso.

Somente o próprio congressista poderá solicitar, quando de direito, o reembolso do valor da inscrição.

O reembolso será realizado diretamente em conta corrente bancária que tenha o congressista como correntista.

A inscrição é intransferível.

 

LIBERAÇÃO DE DADOS

Em atendimento ao disposto na Lei n. 13.709/2018 - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - somente mediante o preenchimento do campo de acordo será possível a divulgação dos eventos da ABP+.

 

CERTIFICADO

Os certificados estarão disponíveis de forma on line a partir do dia 20 de novembro: Basta acessar o site, digitar seu CPF e conferir os certificados relativos à sua participação.

 

Temas Livres Aprovados

Instrumentos de Avaliação em Psicologia Positiva: Conceito e Aplicações

Ana Paula Porto Noronha
Caroline Reppold

A Psicologia Positiva ainda é uma área recente de pesquisa e aplicação e que precisa de contínuos investimentos de pesquisas. No Brasil, especialmente nas últimas duas décadas, foi crescente o número de publicações científicas que apresentavam resultados de construção de instrumentos e de buscas de evidências de validade para as escalas, assegurando suas qualidades psicométricas. Assim, com vistas a instrumentalizar os profissionais de Psicologia nos variados contextos de atuação, este minicurso tem como objetivo apresentar as seguintes escalas de avaliação: forças pessoais, pró-sociabilidade, vitalidade e tríade luminosa. Forças pessoais são características positivas de personalidade, que geram processos de engajamento e realização, melhores relacionamentos interpessoais e geram bem-estar. A pró-sociabilidade está presente em indivíduos que têm comportamento voluntário destinado a beneficiar outra pessoa, e em algumas situações, com um custo pessoal para quem o realiza. Por sua vez, vitalidade tem sido entendida como um indicador de saúde mental. Por fim, a tríade luminosa é composta por traços de orientação benevolente, a saber, kantianismo, humanismo e fé na humanidade. Todos os instrumentos foram construídos no Brasil e possuem variadas evidências de validade. Neste curso, pretende-s: 1) discutir os conceitos teóricos que subsidiaram a construção de cada escala, 2) apresentar os instrumentos e seus processos de construção e validação, 3) por meio de um estudo de caso, inserir os instrumentos em um processo de avaliação psicológica, com vistas a compreender sua aplicabilidade.

Psicologia Positiva e deficiências

Carolina Rosa Campos

A psicologia positiva aborda conceitos importantes acerca das potencialidades e dos recursos positivos das pessoas, sendo assim, compreender acerca de sua utilização em populações minorizadas faz parte do papel do psicólogo. As pessoas em grupos minorizados enfrentam situações relacionadas a falta de acesso a recursos e políticas públicas, vivenciando preconceito, discriminação, estereótipos negativos e barreiras que impactarão em sua saúde mental. Nesse sentido, este minicurso tem como objetivo apresentar técnicas, metodologias e estratégias atuais utilizadas na área da avaliação psicológica e da psicologia positiva direcionada a pessoas com deficiência, um dos grupos considerado minorizado em nossa sociedade. Para isso, serão realizadas atividades práticas e exposição teórica de conceitos importantes e específicos que devem ser considerados durante o processo, apontando os procedimentos que viabilizam uma avaliação ética, global e não rotuladora. Também serão apresentados resultados de pesquisas dentro da temática. Sob esta perspectiva, este minicurso irá buscar ainda estimular a apreensão desses conhecimentos técnicos, bem como clarificar estratégias de inclusão social advindas de avaliações psicológicas e de como a psicologia positiva pode auxiliar em intervenções que permitam a compreensão da deficiencia como diversidade. Cabe destacar, por fim, que o curso visa contribuir com reflexões acerca da importancia da realização de estudos voltados para essa população, garantindo a equidade e justiça social para pessoas com deficiência em toda Psicologia. Nesse sentido, espera-se que os participantes exercitem o pensamento crítico da profissão, contemplando novas alternativas para uma psicologia positiva mais diversa e equitativa, bem como que possam refletir acerca da importância e necessidade de realização de pesquisas que contemplem populações minorizadas.

Área temática: Psicologia Positiva, Inclusão e Justiça Social

Palavras-chave: autoestima, pessoas com deficiência, bem-estar subjetivo, autoeficácia, justiça social.

Avaliação e Intervenção em Psicologia Positiva nas Áreas da Saúde e da Educação

Caroline Reppold

O objetivo deste curso é apresentar técnicas e instrumentos que permitam avaliar e intervir nas áreas da Saúde e da Educação, utilizando os preceitos da Psicologia Positiva (PP). Especificamente, o curso irá detalhar instrumentos que demonstram ter evidências de validade, destinados à avaliação de construtos típicos da PP. Além disso, o curso irá explorar modelos de intervenção em Psicologia Positiva aplicados aos campos da saúde e da educação e exemplos práticos de protocolos que já foram descritos na literatura nacional e internacional. A abordagem incluirá uma revisão das evidências científicas que sustentam a eficácia dessas intervenções, oferecendo uma visão sobre como e por que essas práticas funcionam. O curso também destacará os resultados de pesquisas desenvolvidas pela ministrante, que possui experiência na aplicação da PP em contextos de Saúde Positiva e Educação Positiva. Outro aspecto importante a ser discutido será a evolução histórica da PP, com ênfase nas três ondas que a caracterizam. A primeira onda focou na valorização de aspectos positivos do indivíduo. A segunda onda introduziu a discussão sobre a complexidade das interações entre fatores considerados positivos e negativos. A terceira onda busca integrar esses conhecimentos em contextos culturais e sociais mais amplos, tendo como referência uma visão menos autocentrada e utilitarista do bem-estar. Nessa perspectiva, ao discutir a evolução da PP, o curso busca problematizar, em termos éticos e sociais, o uso de construtos positivos em práticas não acadêmicas e apresentar evidências de que intervenções envolvendo construtos positivos podem ter efeitos desfavoráveis às pessoas ou à sociedade, quando descontextualizadas. Por fim, o curso também aborda o futuro da Psicologia Positiva, considerando, a partir de seus caminhos e desafios, como essa área pode continuar a contribuir de maneira significativa para a Saúde e Educação, sempre baseada em evidências científicas e em práticas inovadoras e eficazes.

Palavras-chave: Avaliação, intervenção, saúde, educação, evidências científicas.

Área temática: Intervenções em Psicologia Positiva

Intervenções para Promoção de Saúde Baseadas em Evidências

Clarissa Pinto Pizarro de Freitas
Taritza Basler

Desenvolver estratégias e ações focadas na promoção da saúde é fundamental para que as pessoas vivenciem estados de florescimento, maiores níveis de bem-estar, qualidade de vida, adotem hábitos saudáveis e busquem seu desenvolvimento pessoal. As intervenções para promoção de saúde baseadas em evidências são desenvolvidas por meio de estudos científicos robustos para desenvolver, implementar e avaliar quais estratégias são viáveis e efetiva a diferentes populações. Adotar intervenções baseadas em evidências permite otimizar os recursos disponíveis, além de ampliar o impacto das ações realizadas, de modo que utilizar intervenções baseadas em evidência torna-se essencial tanto do ponto de vista científico quanto social. Tendo a complexidade das intervenções baseadas em evidências, além de sua efetividade, deve-se avaliar sua complexidade, viabilidade, adoção e recursos necessários ao seu desenvolvimento. Frente ao exposto, o presente curso objetiva capacitar os participantes a entender e aplicar os princípios das intervenções baseadas em evidências, assim como o processo intrínseco a avaliação da viabilidade, adoção e impacto dessa. Ao final do curso, os participantes serão capazes de identificar fontes confiáveis de evidências científicas, estratégias para o desenvolvimento de programas de saúde baseados em dados científicos, técnicas de avaliação de processos e resultados, incluindo análises estatísticas e métodos qualitativos, estratégias para implementar e manter intervenções de saúde em diferentes contextos. Espera-se que o curso contribua para os participantes desenvolverem habilidades críticas sobre como desenvolver e avaliar intervenções de saúde eficazes, contribua para a promoção da saúde e bem-estar das comunidades e a adoção de abordagens fundamentadas e cientificamente validadas no enfrentamento dos desafios complexos da promoção da saúde.

Palavras-chave: promoção da saúde; intervenções baseadas em evidências; bem-estar; viabilidade; avaliação de intervenções.

Área temática: Intervenções em Psicologia Positiva.

Felicidade em Perspectiva: Compreendendo Contextos e Conceitos

Douglas da Silveira Pereira

A felicidade é um assunto de interesse multidisciplinar, gerando cada vez mais pesquisas. Investigada por meio de diversos instrumentos, a felicidade revela uma complexidade desafiadora para ser dimensionada em um único instrumento. Nesse sentido, esse curso visa expandir a visão tradicional desse construto essencial para a vida em sociedade. O curso explora o estudo contemporâneo da felicidade, examinando as pesquisas e definições variadas que envolvem esse tema. O objetivo é apresentar e debater as diferentes pesquisas internacionais e nacionais sobre felicidade, destacando as interpretações variadas de acordo com contextos geográficos, idiomáticos e culturais. Adicionalmente, compreender as origens filosóficas que alicerçam os instrumentos psicométricos mais utilizados, e consequente desafio para contemplar plenamente as nuances da felicidade. Em seguida, explicitar as implicações conceituais envolvidas nas investigações. O conteúdo abrange a apresentação de pesquisas, a análise crítica das metodologias e a importância do contexto nas definições de felicidade. Será discutido como a percepção de felicidade varia entre países e idiomas, como a metodologia empreendida pode modular o resultado e como uma abordagem local a luz da psicologia pode oferecer uma compreensão mais precisa e relevante. Ao final do curso, os participantes estarão aptos a reconhecer a importância de uma visão contextualizada da felicidade, aplicando esse conhecimento em suas práticas profissionais e pessoais. Contribuindo para uma compreensão mais crítica e abrangente, o curso promove o desenvolvimento pessoal e profissional, incentivando uma reflexão profunda sobre o conceito de felicidade e sua aplicação prática em diferentes contextos. Esta perspectiva ampla e contextualizada ajudará os participantes a interpretarem pesquisas e aplicar os conceitos de felicidade de maneira mais eficaz.

Palavras-chave: Felicidade; Contexto; Cultura; Conceitos.

Área temática: Bem-estar, Felicidade e Seus Correlatos.

Psicologia da Saúde e Psicologia Positiva: A Abordagem do Trauma e o Crescimento Pós-Traumático

Elisa Kern de Castro

O objetivo do curso é traçar um panorama da abordagem positiva no campo da saúde e da doença, articulando a visão da Psicologia da Saúde e Psicologia Positiva, com foco na saúde positiva. Considerando a saúde como um conceito integral (biológico, psicológico, social), o curso discutirá a visão biomédica e biopsicossocial da saúde, com ênfase na prevenção e promoção da saúde a partir de uma visão positiva dos recursos psicológicos dos indivíduos. Além disso, inclui a compreensão da abordagem da doença como um potencial evento traumático uma vez que abala a visão de si, dos outros e do mundo, enquanto possibilita também o surgimento do crescimento pós-traumático. O crescimento pós-traumático refere-se às mudanças positivas que indivíduos podem viver diante de um evento traumático e envolve processos cognitivos e emocionais complexos que podem ser potencializados por meio de intervenções clínicas. O crescimento pós-traumático não é um evento universal após o trauma e tampouco é experimentado por todos os indivíduos. Os fatores que influenciam este crescimento incluem características pessoais antes do trauma, bem como características do próprio evento traumático e de suas circunstâncias sociais e das competências cognitivas e emocionais que as pessoas adquirem para lidar com o trauma. Portanto, é diferente dos conceitos de resiliência e de recuperação. O crescimento pós-traumático tem cinco dimensões que tem se mostrado consistentes em estudos em várias partes do mundo: mudanças nas relações com os outros, novas possibilidades, forças pessoais, mudanças espirituais e apreciação da vida. A abordagem positiva da saúde após um trauma é relativamente recente num campo em que tradicionalmente o foco tem sido os efeitos negativos do trauma para a saúde mental. Nesse sentido, o curso oferecerá um espaço para discussão de novas abordagens e ideias de articulação entre saúde e psicologia positiva com foco nessa mudança de paradigma e de novas abordagens de intervenções.

Palavras-chave: saúde positiva; psicologia da saúde; crescimento pós-traumático; resiliência

Psicologia Positiva no Esporte e Exercício Físico

Evandro Morais Peixoto

A Psicologia do Esporte e do Exercício é uma ciência que estuda os fatores psicológicos associados à participação e desempenho no esporte, exercícios e outras práticas de atividade física. A integração entre a Psicologia do Esporte e a Psicologia Positiva encontra uma base robusta na teoria do Desenvolvimento Positivo de Jovens, que enfatiza o crescimento saudável e a realização do potencial de crianças e adolescentes envolvidos com o esporte. Nesse contexto, evidências acumuladas na literatura demonstram como o ambiente esportivo pode facilitar o desenvolvimento humano devido às experiências e interações sociais proporcionadas pela prática esportiva, trazendo benefícios físicos, psicológicos e sociais aos praticantes. Quando organizadas adequadamente, as atividades esportivas podem promover o desenvolvimento positivo dos jovens por meio da aquisição de habilidades sociais e emocionais, além da transferência dessas habilidades para outros contextos da vida. Ao criar ambientes esportivos que fomentam esses aspectos, é possível não apenas melhorar o desempenho atlético, mas também contribuir para o desenvolvimento integral dos jovens, preparando-os para enfrentar desafios dentro e fora do esporte. Este minicurso tem como principal objetivo apresentar e discutir os modelos teóricos, pesquisas empíricas e programas esportivos que promovem o desenvolvimento positivo de jovens no esporte. Além disso, será destacado o potencial da Psicologia Positiva como área de estudo, pesquisa e intervenção para psicólogos do esporte. Por fim, serão abordadas as perspectivas críticas do Desenvolvimento Positivo de Jovens no Esporte, especialmente os conceitos de justiça social e consciência crítica no esporte, enfatizando a importância de atletas e profissionais das ciências do esporte desenvolverem uma visão crítica sobre as forças que moldam a sociedade e a compreensão dos sistemas de privilégios e privações que influenciam o acesso e a manutenção da prática esportiva, para que a partir destas reflexões possam promover ações contra essas injustiças.

Palavras-chave: Psicologia do esporte, Psicologia Positiva, saúde mental.

Job Crafting & Matriz SOAR: Estratégias centrada nas forças e potências

Heide Castro
Miguel Nisembaum

Neste curso de quatro horas, serão explorados casos reais da utilização da Matriz SOAR e do Job Crafting como metodologias combinadas para apreciar e potencializar o que existe de melhor individualmente, nas equipes e nas organizações. O SOAR concentra energia nas Fortalezas, Oportunidades, Aspirações e Resultados, com o objetivo de construir uma visão otimista e realista de futuro, baseada nos pontos fortes e no que gera impacto positivo. O Job Crafting, por sua vez, ajuda as pessoas a encontrarem mais sentido no trabalho, conectando suas atividades diárias aos seus pontos fortes, interesses e valores. Durante o curso, os participantes aprenderão a aplicar essas metodologias para identificar forças internas, reconhecer oportunidades de impacto, definir aspirações e estabelecer resultados mensuráveis. Serão apresentados exemplos práticos e planos de ação claros para alavancar os pontos fortes e direcionar esforços para resultados significativos. Este curso contribuirá para o desenvolvimento pessoal e profissional dos participantes, fornecendo ferramentas práticas e estratégias para a melhoria contínua em contextos organizacionais.nA Matriz SOAR é uma ferramenta de planejamento estratégico que foca nas forças e no que funciona bem, promovendo uma abordagem positiva e inspiradora para o desenvolvimento organizacional e pessoal. O Job Crafting é uma técnica de redesign do trabalho onde os empregados ajustam suas tarefas, relacionamentos e percepções para que seu trabalho se alinhe melhor com seus pontos fortes, interesses e valores. A relevância científica dessas metodologias está na base teórica da Psicologia Positiva, que demonstra que focar em forças e aspectos positivos pode aumentar o bem-estar, a produtividade e o engajamento.nSocialmente, essas práticas ajudam a criar ambientes de trabalho mais satisfatórios e produtivos, promovendo o bem-estar individual e coletivo. Aprender a aplicar as metodologias da Matriz SOAR e do Job Crafting permitirá que os participantes alinhem objetivos individuais e organizacionais, melhorando o desempenho e a satisfação no trabalho.

Palavras-chave: Redesenho. Apreciação. Resultados. Psicologia Positiva. SOAR. Job Crafting

Área temática: Psicologia Positiva Aplicada

Por que é importante avaliar resiliência na infância? Aspectos históricos, teóricos e avaliação da resiliência na infância

Karina Oliveira

A sociedade moderna tem se apresentado como um contexto desafiador em diferentes âmbitos das vidas dos indivíduos. Diante dos diferentes desafios experimentados, a resiliência tem sido uma habilidade valorizada e requerida. A resiliência é um construto psicológico que é definido como a capacidade de um sistema em adaptar-se positivamente diante de ameaças ao desenvolvimento, funcionamento e a sobrevivência deste sistema. Em virtude da popularização do termo, nota-se que aspectos relacionados a origem do termo, as definições, as compreensões teóricas e as propostas de avaliação da resiliência são temas que devem ser refletidos. Notadamente, quando tomamos os cuidados e o desenvolvimento da resiliência na infância. Isto porque, ao refletirmos nas implicações da identificação do potencial resiliente em um indivíduo não devemos sugerir que seu potencial seja o de invulnerabilidade. Assim, ao desenvolver repertório resiliente em crianças é necessário ponderar que tal repertório deverá favorecer a adaptação positiva. Diante deste cenário, o presente curso fará apresentará a resiliência a partir do percurso histórico de investigação, conceituando-a e refletindo criticamente sobre a construção deste conhecimento, fundamentado em evidências empíricas com foco na ciência psicológica. Abordará os diferentes modelos teóricos e características esperadas no comportamento resiliente. Assim como tratará da relação entre resiliência e personalidade, dando foco sobre os aspectos relacionados à resiliência infantil. Também, serão apresentados instrumentos nacionais e internacionais para esta finalidade, ponderando sobre suas qualidades psicométricas, potenciais e limitações. Ainda, refletir-se-á sobre os cuidados éticos que devem permear processos de avaliação da resiliência, especialmente, no que diz respeito às conclusões possíveis diante de bons repertórios de enfrentamento.

Palavras-chave: resiliência; avaliação psicológica, infância

Área temática: forças pessoais

Uma Intervenção em Orientação de Carreira para Mães

Larissa Farina
Mariana da Rocha Mendonça

O avanço das mulheres e mães no mercado de trabalho vem acompanhado de desafios que impactam em seu bem-estar e na interação entre os diferentes papéis ocupados por essas profissionais. Quando dois ou mais papéis possuem elevada relevância, o desempenho simultâneo desses papéis pode gerar tensão e sobrecarga física ou emocional. Assim sendo, a conciliação entre os papéis de carreira e maternidade pode produzir conflito na vida das mulheres e impactar seus níveis de bem-estar subjetivo. Este curso tem como objetivo proporcionar aos participantes o conhecimento de técnicas inovadoras e descomplicadas sobre a Orientação de Carreira para Mulheres Mães Trabalhadoras. Através de uma metodologia vivencial, o orientador ou terapeuta fará uma reflexão sobre seu papel junto à cliente, bem como, será capacitado a oportunizar o autoconhecimento da mesma. Com base na Teoria Construtivista de Carreira de Mark Savickas e na Psicologia Positiva, o participante aprenderá sobre como desenvolver uma intervenção grupal, presencial ou online, a partir da realidade das mulheres/ mães e como avaliar mudanças nos níveis de percepção de bem-estar, recursos pessoais e de contexto dessas mulheres. Serão abordados temas como Recursos Pessoais, Recursos de Contexto e Bem-estar Subjetivo. Espera-se que através desse curso os orientadores ajudem as mães a elucidarem e contextualizarem seus objetivos de carreira, desenvolverem estratégias para realizá-los e explorarem as possibilidades de melhor aproveitamento dos recursos pessoais e de contexto com vistas ao seu bem-estar. Orientadores de carreira, psicólogos, organizações de trabalho poderão aprimorar suas práticas a partir das técnicas aprendidas nesse curso, trazendo benefícios para a qualidade de vida e o desempenho das profissionais mães.

Palavras-chave: intervenção, carreira, maternidade, bem-estar

Projetos de Vida: Implicações e Aplicações para o Contexto Escolar

Letícia Lovato Dellazzana-Zanon
Viviane Pinheiro

Define-se projeto de vida como uma força psicológica, caracterizada por ser uma intenção estável de alcançar algo que seja significativa para o eu e que gere um compromisso para algum aspecto além do eu. Evidências indicam que pessoas comprometidas com a construção de seu projeto de vida tentem a ter um desenvolvimento mais saudável ao longo da vida. Outros aspectos positivos de estar engajado na construção de um projeto de vida são mais sentimentos de felicidade, mais realização e satisfação pessoal e mais resiliência nos momentos difíceis da vida. A temática projeto de vida pode ser abordada por meio da interface entre Educação e Psicologia e a recente inclusão do projeto de vida como um componente curricular na Educação Básica chama atenção para a importância e a necessidade do trabalho do psicólogo na escola. Portanto, por ser uma prática emergente no contexto nacional, o trabalho com a temática projeto de vida é um desafio tanto para professores como para psicólogos inseridos no contexto escolar. O objetivo do minicurso é apresentar aspectos teóricos e práticos do projeto de vida na escola, considerando o contexto da educação positiva. Serão abordados os seguintes conteúdos: definição e importância do projeto de vida, projeto de vida do adolescente e do professor, avaliação de projetos de vida, estratégias para fomentar a construção de projetos de vida no contexto escolar e implementação do componente curricular projeto de vida na Educação Básica. A estratégia didática será aula expositivo-dialogada com embasamento derivado de pesquisas recentes sobre a temática. Os participantes serão convidados a refletir sobre o seu próprio projeto de vida por meio das atividades propostas no minicurso.

Palavras-chave: projeto de vida, educação básica, psicologia do desenvolvimento.

Área temática: Psicologia Positiva Aplicada

Nutrindo Vínculos Saudáveis: Um Guia Sobre Parentalidade Positiva

Miriam Rodrigues

Não há receitas prontas para a criação dos filhos, porém graças a diversas pesquisas, já se sabe muito sobre os “ingredientes básicos” para o desenvolvimento de uma relação familiar saudável. Uma das grandes preocupações e anseios dos pais é saber lidar de modo adequado com os comportamentos de seus filhos, inclusive a dúvida sobre posturas de como agir na criação deles ocupam grande parte do tempo das consultas pediátricas e reuniões escolares desde a educação infantil, até o ensino médio. Nesse momento, pediatras e professores podem esclarecê-los sobre a importância das habilidades sociais parentais, que muitas vezes é de desconhecimento dos pais. Inclusive os orientando a buscar ajuda por meio do treinamento de pais.

O treinamento de pais em Psicologia Positiva é uma estratégia de prevenção primária em saúde mental, pois traz benefícios tanto para os pais quanto para os filhos. A Psicologia Positiva foca em cultivar o bem-estar, as forças pessoais e as emoções positivas, e quando esses princípios são aplicados à parentalidade, promove-se um ambiente familiar salutogênico e resiliente.

O curso de Parentalidade Positiva visa instruir os participantes sobre: estratégias para o fortalecimento das relações familiares, habilidades sociais parentais básicas, atendimento de necessidades emocionais básicas, ações para o desenvolvimento da resiliência emocional, promoção de emoções positivas no dia-dia, cultivo das forças pessoais e técnicas para redução do estresse parental. Para uma parentalidade mais consciente, equilibrada e enriquecedora, é necessário esforço e dedicação e esse curso visa proporcionar ferramentas práticas e científicas que capacitam os pais a criarem um ambiente propício ao desenvolvimento emocional saudável dos filhos, enquanto também cuidam do seu próprio bem-estar.

Palavras-chave: parentalidade positiva, criação de filhos, estresse parental, treinamento de pais.

PERMA em Ação: Uma Jornada sobre Modelos e Achados Sobre Bem-Estar

Sibele Dias de Aquino

A vida contemporânea desafia a sociedade sobre a relevância da felicidade. O PERMA-Profiler, desenvolvido por Martin Seligman, é um modelo que define o bem-estar em cinco dimensões: Emoções Positivas, Engajamento, Relacionamentos, Significado e Realização; e é amplamente reconhecido por sua aplicabilidade. A Intensidade Afetiva, por sua vez, refere-se à magnitude das respostas emocionais de um indivíduo, influenciando qualidade de vida e estratégias de enfrentamento. O curso "PERMA em ação: uma jornada sobre modelos e achados sobre bem-estar" explora esses elementos considerados fundamentais para o bem-estar. O objetivo do curso é introduzir os conceitos de Intensidade Afetiva e do PERMA, ferramentas essenciais para a compreensão aprofundada do bem-estar. Com isso, é oferecido aos participantes um entendimento dos componentes do modelo PERMA-Profiler, capacitando-os a estabelecer paralelos com diversos contextos. O curso apresenta evidências empíricas sobre o PERMA e a intensidade afetiva, ajudando a compreender esses fatores indispensáveis para a qualidade de vida. Durante as quatro horas de curso, os participantes explorarão o conhecimento a partir de fundamentos teóricos, métodos de avaliação e estudos que demonstram impactos e implicações práticas dos temas. A programação incluirá introdução aos conceitos centrais, análise de pesquisas recentes e discussões interativas sobre estratégias para lidar com a Intensidade afetiva e com cada dimensão do PERMA-Profiler. Este minicurso proporciona uma valiosa oportunidade de atualização, contribuindo para o aprimoramento das competências necessárias para atuar com eficácia na promoção do bem-estar. Ao concluírem o curso, os participantes estarão inspirados a utilizar os novos conhecimentos na promoção de práticas profissionais eficazes e personalizadas; e estarão aptos a integrar novos conhecimentos em suas abordagens de forma que promovam ambientes mais saudáveis e resilientes. Este minicurso oferece uma base científica sólida sobre bem-estar, integrando teorias e métodos de ponta em psicologia positiva, e impactando significativamente em seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Palavras-chave: PERMA; Intensidade Afetiva; Bem-estar Subjetivo; Afetos; Escalas

Área temática: Bem-Estar, Felicidade e Seus Correlatos / Psicologia Positiva Aplicada

Identificação das Altas Habilidades / Superdotação: Instrumentos e Procedimentos

Tatiana Nakano

A alta habilidade/superdotação (AH/SD) se caracteriza pela presença de um potencial elevado em qualquer área do desenvolvimento, sendo incluída na chamada educação especial. É uma temática que vem ganhando destaque em diversas áreas, incluindo a psicologia, dada a importância da investigação de diferentes construtos psicológicos abarcados no fenômeno. A identificação da superdotação se mostra essencial visto que, a partir dela, as particularidades do individuo podem ser conhecidas, de modo a guiar um processo de atendimento especializado com a finalidade de estimular o potencial e, também, prevenir possíveis desajustes decorrentes da ausência de suporte. É importante destacar que essa temática visa a identificação e valorização dos potenciais elevados do indivíduo, de modo a ser inserida dentro da proposta da psicologia positiva. Nesse minicurso serão apresentados os principais conceitos relacionados às altas habilidades/superdotação: definição, percurso histórico na temática, principais modelos teóricos, leis brasileiras em vigor, principais características dos indivíduos com AH/SD, tipos de superdotação, mitos e concepções equivocadas associadas ao fenômeno, procedimentos quantitativos e qualitativos de identificação, testes disponíveis e em uso no Brasil (restritos e não restritos ao psicólogo), modalidades de atendimento educacional especializado, além do conceito da dupla excepcionalidade (quadro em que há a presença de alta habilidade/superdotação em conjunto com um déficit, transtorno ou deficiência, enfocando-se os principais tipos: superdotação associada ao transtorno do espectro autista, ao transtorno do déficit de atenção e hiperatividade e aos transtornos de aprendizagem). Diversos casos serão apresentados ao longo do curso, de modo a ilustrar a heterogeneidade das AH/SD. Espera-se que, ao final do curso, os participantes sejam capazes de compreender melhor esse fenômeno, suas principais manifestações, identificar casos potenciais e conhecer as principais etapas e procedimentos utilizados na avaliação do quadro.

Palavras-chave: superdotado, educação especial, avaliação.

Psicologia Positiva e o Estudo da Espiritualidade

Valeschka Guerra

O estudo da espiritualidade vem despertando cada vez mais o interesse na área da saúde. Tanto que no âmbito da Organização Mundial de Saúde (OMS), esse aspecto da natureza humana foi incluído ao conceito multidimensional de saúde, propondo uma integração biopsicossocial e espiritual do ser humano. A espiritualidade como uma busca pessoal de compreensão relacionada a questões existenciais maiores e suas relações com o sagrado e/ou transcendente tem sido associado de forma consistente na literatura a bem-estar e qualidade de vida. Esse conceito de espiritualidade pode (ou não) levar ao desenvolvimento de crenças acerca da existência de um Deus, divindade ou poder superior, de práticas religiosas ou na formação de comunidades religiosas. Enquanto força pessoal, ou seja, ao ser definida enquanto característica positiva individual, a espiritualidade é compreendida enquanto habilidade a ser exercitada e desenvolvida mesmo por pessoas com crenças da não existência de divindades. Seu estudo apresenta relevância científica, para a expansão do conhecimento acerca da diversidade de experiências humanas, e também social, pelas associações observadas em termos de apoio social, bem-estar e qualidade de vida. Neste curso, iremos discutir a importância do estudo e da compreensão da espiritualidade e seu aspecto enquanto força pessoal. Como temas principais, pretendemos abordar: definição de religiosidade e espiritualidade; estudos da Psicologia Positiva sobre espiritualidade; espiritualidade como força pessoal; o impacto da transcendência no bem-estar; mecanismos para se exercitar a espiritualidade e alcançar a transcendência. Pretende-se, com o curso, contribuir para a compreensão do estudo da espiritualidade como força individual e coletiva, seu impacto no bem-estar e embasar a atuação do profissional da psicologia no reconhecimento da espiritualidade de seus clientes.

Palavras-chave: espiritualidade; religiosidade; transcendência.

Área temática: Forças pessoais

Visitando os Clássicos (que não saem de moda) da Ciência Psicológica do Amor

Vicente Cassepp-Borges

O amor é essencialmente uma característica positiva dos seres humanos. Embora com crescente número de pesquisas, o amor ainda é pouco estudado na psicologia brasileira, mas tem sido objeto de diversas teorias e instrumentos de avaliação internacionalmente. Este minicurso tem como objetivo apresentar de maneira introdutória as principais teorias sobre o amor e construtos relacionados, como apego e estilos de amar. O curso iniciará com a visão de alguns autores consagrados sobre o amor, como Platão, Freud, Skinner e Maslow. Posteriormente, trará teorias como o amar e gostar de Rubin, o Amor apaixonado de Hatfield, a Teoria Triangular do Amor de Sternberg, a Teoria Tetrangular do Amor de Yela, e a Teoria das cores do amor de Lee. Com relação a estilos de apego, o curso iniciará com as pesquisas em animais de Lorenz e Harlow, chegando nos modelos de apego infantil de Bowlby, Ainsworth e Main, culminando nos estilos de apego adulto de Hazan e Shaver; e Bartholomew e Horowitz. O enfoque será nos componentes e estruturas de cada teoria com uma breve descrição das biografias dos autores abordados. Este curso ainda irá abordar um pouco de modelos mais contemporâneos, como o sexy seven, de Buss e Schmitt; o conceito de autoexpansão, de Aron; e algumas pesquisas contemporâneas das neurociências, focadas na estruturação de Fischer. Ao final do curso, os participantes terão uma compreensão abrangente das principais teorias, bem como dos métodos de análise de dados específicos para esse fim. Além disso, estarão preparados para aplicar esses conhecimentos na avaliação de relacionamentos amorosos e no desenvolvimento de intervenções psicológicas voltadas para casais e famílias.

Palavras-chave: Amor; Apego; Teorias Psicológicas

Área temática: Relacionamentos Positivos

Como educar para a paz e para o bem-comum

Ana Paula Porto Noronha (Universidade São Francisco)

Influencer é procurado por atropelar e matar por motivo torpe homem que tinha se casado recentemente. Policial espanca irmão após uma briga por programação da televisão. Modelo brasileira é presa por tráfico humano e escravidão. Não é preciso se aprofundar nas páginas dos jornais para encontrar notícias que revelam indivíduos e sociedades desfuncionais. Como explicar a falta de empatia, amor ao próximo e de ações pró-sociais? É possível pensar na construção de uma sociedade mais justa, igualitária e que respeite as diferenças? Parece indiscutível promover reflexões sobre ações mais humanizadas, com pauta urgente, que sejam implantadas, em razão de conflitos sociais, políticos e ambientais. Sob esta perspectiva, inserir a educação para a paz como eixo norteador de políticas públicas, pode gerar indivíduos preparados para resolver conflitos de maneira não-violenta, para difundir a empatia e a cooperação, e desenvolver habilidades de comunicação e resolução de problemas. O que se pretende com essa conferência é refletir sobre a formação de cidadãos conscientes e responsáveis, que estejam preparados para enfrentar desafios globais e promover um mundo mais justo e harmonioso. Por isso, é um tema essencial nas políticas educacionais atuais.

Promoting the Positive Development of Youth: Key Interrogations and Future Directions

Martin Camiré (University of Ottawa, Canada)

Positive youth development (PYD) is a popular guiding framework for studying the psychosocial development of youth. For more than three decades, the PYD framework has enhanced our understanding of the mechanisms involved in successful shifts from youth to adulthood, inspired by the positive psychology movement emphasising the strengths, capacities, and qualities of youth rather than concentrating on their struggles and challenges. Given its focus on relational dynamics, the PYD framework has enabled researchers to appreciate how interactions with the environment influence youth's ability to thrive and become productive members of society. Despite the framework's many merits, some researchers have argued for the need to take a more critical stance to instigate dialogue for what may come next for youth development research. The purpose of this talk is to raise key interrogations relating to the optimal mechanisms for promoting the positive development of youth in the hopes of instigating exciting future directions for research. The talk will first examine some of the shortcomings of the PYD framework as they pertain to issues of operationalization (i.e., construct delineation and measurement) and social situatedness (i.e., individualistic and neoliberalised notions of development). Based on these shortcomings, future directions will be offered by exploring how posthumanist perspectives can offer alternative imaginaries for situating the concepts of positive, youth, and development. If the PYD framework is to remain relevant for decades to come in positive psychology research, then we must continue to generate conceptual innovations and theoretical possibilities articulating a more just world for youth.

Acknowledging interconnections

Antonella Delle Fave (Università degli Studi di Milano, Itália)

Long before the advent of positive psychology, a variety of theories and empirical studies highlighted the fundamental role of relationships for human biocultural survival. Researchers in positive psychology further delved into this concept, through the development of models identifying positive relations as well as associated individual strengths, psychological processes, and behaviors as core components of well-being. Relationships emerged as primary sources of meaning and goal setting and pursuit across cultures and life stages. The Dual-Continua Model of mental health includes social contribution, integration and acceptance as substantial constituents of eudemonic well-being. International results obtained through the Eudaimonic and Hedonic Happiness Investigation project (EHHI) showed that connectedness is the core component of happiness, not only at the interpersonal level, but also at the psychological one in terms of inner harmony and balance among different dimensions of the self. These findings, together with those derived from biomedical research and natural sciences, and with the recently emerged systems approach to the study of well-being, are aligned with the conceptualization of One Health promoted by the United Nations. This perspective calls for an expansion in the understanding of optimal human functioning as a contextually embedded process, bridging western and non-western worldviews, and acknowledging interdependence as the basic principle of life on earth.

Stress, saúde e doenças: contribuições da Psicologia da Saúde e da Psicologia Positiva

Elisa Kern de Castro

O stress pode ser entendido como uma reação normal do indivíduo diante de uma ameaça, e o seu componente cognitivo (subjetivo) é essencial para compreender as diferentes formas de enfrentamento e os diversos efeitos que ele gera para a saúde das pessoas. O distress, em contrapartida, é considerado o stresse negativo ou o nível de preocupação que gera sofrimento nas pessoas. O distress tem sido considerado o sexto sinal vital em pessoas com doenças crônicas, especificamente o câncer. Nesse sentido, a presente conferência buscará apresentar tendências atuais do estudo do stress a partir da Psicologia da Saúde, e discutir como a Psicologia Positiva tem contribuído nos estudos sobre comportamento e saúde tanto de pessoas saudáveis quanto de pessoas com doenças crônicas.

Em particular, serão examinados conceitos da Psicologia Positiva como otimismo, bem-estar e resiliência se articulam e sua articulação com variáveis centrais da Psicologia da Saúde como o stress / distress, autocuidado, a percepção de risco, a percepção da doença, os sintomas de stress agudo e pós-traumático e o crescimento pós-traumático em pessoas saudáveis e doentes. Ao considerar a doença como um evento stressor e potencialmente traumático, conceitos positivos e variáveis de personalidade podem atenuar e/ou acentuar determinados desfechos em saúde. A exposição contínua a situações stressantes acaba por gerar efeitos negativos na saúde e que afetam o bem-estar dos indivíduos, e estratégias adaptativas podem ser fomentadas pelos profissionais da saúde a fim de prevenir efeitos negativos e promover a saúde positiva. Assim, a articulação entre a Psicologia da Saúde e a Psicologia Positiva é muito útil e deve ser incentivada tanto em pesquisas quanto na articulação entre teoria e prática nas intervenções psicológicas.

Gestão Saudável e Orientada por Evidências: o equilíbrio entre humanização, autoridade e efetividade nas organizações

Narbal Silva

Nesta conferência serão mostrados os significados e as interfaces existentes entre humanização [olhar empático, compassivo e solidário para as necessidades e as expectativas dos gestores e demais trabalhadores (as)], autoridade (percepções e sentimentos que conferem legitimidade às posições/status ocupadas pelas pessoas no contexto laboral) e efetividade organizacional (relevância e benefícios advindos dos propósitos e das ações organizacionais à sociedade e meio ambiente). Ao se apresentar os conceitos e suas respectivas vinculações, como também as consequências geradas nas comunidades internas e externas do contexto laboral, se procurará mostrar por meio de exemplos práticos e de evidências teóricas e empíricas, a importância de se construir positividade, resiliência e esperança, de modo que tais componentes possam ser expressos nas atitudes e nos comportamentos dos gestores(as) e dos demais trabalhadores(as), por meio de proposições, de escolhas e de tomadas de decisões, que levem conta de modos apreciativos, as pessoas (virtudes, forças de caráter, desejos e sonhos), como também os propósitos organizacionais, ancorados nos preceitos da espiritualidade, da prosperidade e da perenidade. Nesta perspectiva, será evidenciado o desafio, aliado a recomendações aos(as) gestores(as) e demais trabalhadores(as), para que equacionem, seja em que nível for da vida organizacional, o equilíbrio entre humanização e autoridade, como também, qualidade de vida, bem-estar e estado psicológico de felicidade, com produtividade, qualidade, rentabilidade e relevâncias social e ambiental. Em síntese, com base nos argumentos até aqui expostos, ao longo da exposição, se estará apontando para os requisitos/características fundamentais à edificação de um modelo de gestão autêntico e positivo, cujo propósito maior é o de estabelecer conexões entre o estado psicológico de felicidade e a prosperidade (algo maior que sucesso), sempre baseadas nas relevâncias social e ambiental dos empreendimentos, sejam eles, de natureza pública, privada ou não governamental.